O FAMOD está envolvido em acções de advocacia junto das instituições do governo sobre a Proposta de Lei de Promoção e Protecção dos Direitos das Pessoas com Deficiência;

Advocar junto do governo para a Criação do Instituto Nacional da Deficiência;

Monitoria da Implementação do Decreto 53/2008 sobre acessibilidade;

Advocar junto do Ministério da Educação sobre o melhoramento do processo de ensino e aprendizagem inclusivo;

Advocar junto do Ministério de Saúde para o atendimento e assistência médica e medicamentosa;

Advocar junto do Ministério da Ciência e Tecnologia para a inclusão de TIC’s para as pessoas com deficiência;

Advocar junto do Ministério do Trabalho para a questão de Formação Técnico Profissional para o emprego e auto emprego;

Encontros com Partidos Políticos para influenciar os Manifestos sobre questões da deficiência;

Realização de encontros com o STAE e CNE para a inclusão das pessoas com deficiência nos processos eleitorais em Moçambique no âmbito das eleições Presidenciais e Legislativas a ter lugar no dia 15 de Outubro de 2019;